Home
Bem-vindo à página da Sociedade Filármonica de Cabanas de Viriato
Simplesmente Solidarios PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Paula Alves   
Sexta, 27 Abril 2012 14:32

Simplesmente Solidário

 

Promovido pelo Centro Alimentar Contra a Pobreza de Carregal do Sal da Associação Mãos-unidas Padre Damião, em parceria com a Câmara Municipal e o Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal, o espetáculo “Simplesmente Solidário”, realizado na noite de sábado, dia 5 de maio, demonstrou que a solidariedade ainda impera entre as gentes da beira.

O Serão Musical contou com a participação da Banda da Sociedade Filarmónica de Cabanas de Viriato, dois Ensembles do Conservatório de Música de Artes do Dão e um grupo de alunas e alunos do 9.º ano Educação Musical da Escola Básica Integrada Aristides de Sousa Mendes, de Cabanas de Viriato.

 O espetáculo começou cerca das 21.30,  a Banda da Sociedade Filarmónica apresentou-se em palco e interpretou temas sobejamente conhecidos que levaram o público a acompanhar a Banda com palmas, nalguns momentos.

   

 

Actualizado em Terça, 08 Maio 2012 14:17
 
Abertura das Comemorações dos 140 anos PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Paula Alves   
Sexta, 27 Abril 2012 14:19

 Abertura das comemorações dos 140 anos da Sociedade

Filarmónica de Cabanas de Viriato

 

Foi com pompa e circunstância que a Sociedade Filarmónica de Cabanas de Viriato procedeu à abertura das comemorações dos 140 anos no domingo, 22 de Abril, com um programa comemorativo de reverência ao passado e de homenagem ao presente.

Esse programa foi iniciado com uma celebração eucarística no salão “Lagarto”, presidida pelo pároco Marco Cabral, a que se seguiu uma romagem ao cemitério da vila para homenagear os directores, sócios, músicos, familiares e amigos da Filarmónica já falecidos. O percurso até ao cemitério foi feito a pé, com acompanhamento da Banda Filarmónica, interpretando a peça “Recordações de Infância”, da autoria de José Gonçalves Júnior, antigo maestro desta banda, tido como o maior obreiro das grandes iniciativas da Filarmónica cabanense, à qual deixou um legado imenso.

Depois da cerimónia no cemitério, junto ao monumento evocativo dos que no passado contribuíram para que esta efeméride pudesse ocorrer, o salão “Lagarto” voltou a reunir todos os que se juntaram às comemorações, apresentando uma boa moldura humana.

Pelas 16h00 deu-se ali início à sessão solene deste dia de comemorações, tendo para o efeito sido constituída uma mesa de honra, onde tomaram lugar Luís Humberto Fidalgo, vice-presidente da Câmara Municipal de Carregal do Sal; Artur Jorge Saraiva, presidente da Assembleia Municipal: Carlos da Cunha Torres, presidente do Conselho de Administração da Fundação Lapa do Lobo; Luís Pais Borges, presidente da Comissão de Honra das Comemorações dos 140 Anos; José de Barros Figueiredo, presidente da Junta de Freguesia de Cabanas de Viriato; José Pereira Dias, presidente da Assembleia Geral; e Francisco António Campos, presidente da Direcção.

Noticia completa em:  www.Faroldanossaterra.net

Actualizado em Sexta, 27 Abril 2012 14:29
 
Comemoração dos 140 anos PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Paula Alves   
Quinta, 26 Abril 2012 15:58

PROGRAMA

22 de Abril - Abertura das comemorações

26 de Maio - Infantuna

16 de Junho - Noite de Fado

Mara Pedro

Grupo de Saudades Coimbra

28 de Julho - Grupo Cavaquinhos da Associação Passilgueirense

Grupo Coral Canto e Encanto

Agosto - Consultar programa definitivo

29 de Setembro - Um concelho em festa

21 de Outubro - Cerimónia de Encerramento

33º Encontro de Bandas

Caro Concidadão:

A Sociedade Filarmónica de Cabanas de Viriato, fundada em 1872, comemora no corrente ano o seu 140° aniversário.

É a instituição mais antiga da nossa terra e do nosso concelho, possuindo uma das Bandas mais prestigiadas do país, com um passado que é motivo de orgulho de todo um concelho.

É nosso propósito comemorar com a possível projecção social e cultural estes 140 anos de existência e de profícua actividade no campo do ensino e divulgação da música.

Nesse sentido, foi constituída uma Comissão para as Comemorações do 140° aniversário da Sociedade Filarmónica de Cabanas de Viriato, que deliberou levar a cabo um programa cultural, entre Abril e Outubro do corrente ano, com vários e diversificados eventos, naturalmenteiigados à música e ao canto, e que constam do programa anexo.

A Sociedade Filarmónica de Cabanas de Viriato teve já a elevada honra de receber uma comunicação de S. Exa o Senhor Presidente da República a felicitar a instituição pelo seu 140° aniversário e a congratular-se pela prestigiante actividade desenvolvida.

O objectivo desta carta à população é, naturalmente, o de sensibilizar todo um concelho para a importância marcante da efeméride e dos eventos incluídos no programa das comemorações, certos de que todos saberão, com enorme orgulho, corresponder e prestigiar, com a sua presença e participação, todas as iniciativas a levar a cabo.

Só assim conseguiremos, com o apoio e colaboração de toda a população, honrar e projetar o nome deste concelho, das suas gentes e desta sua secular instituição.

Contamos com todos vós.

Comissão de homenagens dos 140 anos

Sociedade Filarmónica de Cabanas de Viriato

Actualizado em Quinta, 26 Abril 2012 16:30
 
Baile de Pascoa PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Paula Alves   
Segunda, 19 Março 2012 14:59

Actualizado em Segunda, 19 Março 2012 15:30
 
Caros Associados PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Paula Alves   
Segunda, 19 Março 2012 14:42

Caros Associados

A Sociedade Filarmónica, sendo a maior a mais velha instituição do nosso Concelho, enche-nos de orgulho, obrigando-nos a honrar todos os  que ao longo destas 14 décadas conduziram os destinos desta casa .
Podemos no ano de 2011, contar com o apoio da Fundação Lapa do Lobo, na pessoa do Dr. Carlos Torres que se tornou fundamental para conseguirmos manter o nível dado aos nosso músicos, suportar as despesas da Academia de Musica, deslocações e instrumental. Permitindo-nos assim projetar um velho sonho de desenvolvimento da formação musical mais alargada, aos jovens dos nosso Concelho. Teremos pois de escrever a letras de ouro o nome desta prestimosa Fundação na história da Sociedade Filarmónica enaltecendo a postura do seu Presidente do Conselho de Administração, pela magnífica obra que desenvolve na nossa região.
Tem sido um dos principais pontos orientadores dos corpos gerentes desta casa, o esforço para conservar o património imobiliário, sendo de destacar a colocação de um novo piso na sala do Lagarto, feito com esforço coletivo, totalmente gratuito. Comprando apenas os materiais, conseguimos efectuar uma poupança de valores muito importantes, pelo que começamos a nossa exposição deixando expressa a gratidão da Direção a todos os que levaram a cabo esta nobre missão.
Também merece uma referência especial a dedicação dada no desenvolvimento da Academia de Musica, pela Ana Cláudia, que conseguiu preparar mais doze elementos, que em Abril integrarão a nossa Banda. É pois justo ficar expresso o nosso reconhecimento pelo trabalho desempenhado e sacrifício posto nas muitas horas dadas graciosamente a esta casa.
Temos igualmente de deixar o nosso reconhecimento aos responsáveis dos grupos pela relevância e importância do trabalho desenvolvido, sendo pois justo exprimir o nosso reconhecimento ao Rui Costa pelo brilhante desempenho na liderança do Grupo de Danças e Cantares.
É igualmente brilhante o desempenho, a que sempre nos habituou, o Fernando Loureiro no Grupo Rhitmos, numa renovação continuada, consegue manter uma prestação muito acima da apresentada pelas congéneres.
Na jóia da coroa, temos o maestro Evaristo Neto, com mais de uma década de prestação, é um homem com provas dadas. A renovação natural da Banda continua com uma dinâmica e com uma garantia de um nível de execução que nos dá a certeza de que o futuro continua promissor.
Também uma palavra para o Grupo de Teatro que este ano criou um espectáculo inédito e que conseguiu obter calorosa aceitação dos espectadores. Deixamos aqui o nosso reconhecimento ao seu responsável Pereira Dias, esperando que a dinâmica não se perca.
Muito mais haveria a dizer, sobre as atividades desenvolvidas, no entanto, o futuro está aí e entrámos já nos 140 anos de vida desta casa. Este marco importante merece, a nosso ver, uma dignificação e empenho particular, pelo que é nosso dever assumir a realização das necessárias comemorações. Assim convidámos o nosso sócio e ilustre Cabanense, Dr. Juiz Luís Pais Borges que aceitou presidir a Comissão das Comemorações. Este facto lisonjeia-nos e responsabiliza-nos a todos, directores e sócios para a colaboração e participação nos eventos que se iniciam em 22 de Abril e encerram em 21 Outubro, com várias realizações nos meses entre essas datas e com a presença de bons e prestigiantes grupos que se associaram ao nosso evento.
Haveria certamente lugar a algumas pormenorizações, mas poderemos garantir aos sócios, amigos e mecenas desta casa que a gestão dos dinheiros continuará a ser rigorosa. Tentaremos manter sempre uma reserva monetária que ao longo destes últimos seis anos com sacrifício de todos, se conseguiu obter e que será sempre uma reserva para as surpresas que a estrada da vida, esperemos que não, nos poderá trazer.

 

Saudações musicais

Os Corpos Diretivos

Actualizado em Quarta, 21 Março 2012 14:05
 
<< Início < Anterior 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 Seguinte > Final >>

Pág. 21 de 30
Sociedade Filarmónica de Cabanas de Viriato, Powered by Joomla! and designed by SiteGround Joomla Templates